sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

a Mediação e a pratica da lei

Fico muitas vezes pensando em quão eficientes, na pratica, são as inumeras leis que temos. Postei a lei Maria da Penha e a lei que versa sobre sindrome de alienação parental, até porque, a divulgação é importante. Mas, de outro lado, fica a pergunta.  Só a publicação da lei a torna eficaz?  E o sentido que pergunto  é se houve  melhora nas relações familiares? Qual a contribuição que trouxe a lei. Bom, uma dela pode ser inibir  o agressor a cometer o ato agressivo.
Mas melhor seria se houvesse mais profundidade  e mais amplificação, que fosse mais fundo e contribuisse para melhorar a comunicação dessas familias.
 Quando haverá essa percepção?  Que não basta solucionar o que aparece na superficie, talvez tenhamos que ir mais fundo, para realmente fazer transformações... Não podemos continuar achando que estamos resolvendo os conflitos delegando a terceiros a solução rapida dos nossos interesses. Temos que participar ativamente do processo para que a solução seja eficaz.  E para isso existe a contribuição da Mediação.
Fica a reflexão....

Nenhum comentário: